fbpx

TÁ TUDO BEM NÃO ESTAR TUDO BEM

Hoje ligou-me uma amiga a disse que estava triste, em baixo, após a partilha dela sugeri:

permitir ficar triste sem se sentir culpada, ouvir músicas tristes, um filme daquele deprimentes….

Deixar a tristeza ser sentida, a deceção ser digerida, o dia cinzento ser cinzento da forma cinzenta que ele é. E está tudo bem. 

Disse-me que saiu do sofá, faz um lanche enquanto ouvia música, olhou para o exterior da sua casa e observava a vida lá fora, a agitação da cidade de Lisboa. O sol estava forte e o azul do céu parecia convidativo. Contudo o dia dela hoje era cinzento, provavelmente um cinzento que já estava a durar mais do que devia.

Queria fazer um esforço para tirar o pijama as pantufas e ir lá fora, abrir um sorriso amarelo, respirar ar puro e tentar ficar um pouco mais leve, mas outra parte dela pede que fique em casa e lide com toda a bagunça que mora dentro dela neste momento. 

E ficou em casa, permitiu refletir, pensar, recapitular os erros, permitiu recusar convites para festas e ideias dos amigos para a tirar de casa e se animar, permitiu ficar de frente para as dores que MORAM dentro dela, e enfrentá-las.

Porque o luto precisa ser sentido, a confusão precisa ser sentida e solucionada, a falta precisa ser sentida e superada, os dilemas precisam de respostas. É bonito perceber que podemos ficar no nosso cantinho e lidarmos connosco, no nosso tempo, sem precisar de dar satisfações ao mundo ou mostrar que estamos bem, sem estar bem de verdade. 

Vais ficar bem quando o teu corpo, a tua alma e a tua mente disserem que estás. Nem um minuto antes nem um minuto depois. É o teu tempo, a tua bagunça e teu jeito particular de lidar com tudo o que se passa, e não cabe a ninguém julgar.

Permite ficar triste, mas não te acostumes a ficar triste.

Há uma luz bonita a morar dentro do teu peito e te faz acreditar que logo, logo, as coisas se ajeitam e melhoram.

Não precisas ter pressa para ficares bem, lida com o processo e aos poucos tudo muda.  

Não vai demorar uma vida, porque o sol volta sempre e as nuvens passam e a bagunça acaba por ser arrumada.

A tua Coach

Flávia