fbpx

Se queres libertar alguém, ama essa pessoa…

“Se queres libertar alguém, ama essa pessoa…
É isso mesmo. Não te apaixones por ela – isso é perigoso. Se estás apaixonada pelos teus filhos, estarás na vida deles a toda a hora – Deixa-os em paz! Deixa-os crescer e cometer erros. 
Diz-lhes: “podem vir para casa. Os meus braços estão aqui – e a minha boca também.” Diz-lhes: vou deixar-vos em paz. Querem ouvir rock e rap? Bem, eu acho isso estúpido, mas estejam à vontade. Quando os amas verdadeiramente, não queres que sejam tua posse. Não dizes: “Amo-te e quero-te aqui comigo. Naturalmente que, se amas alguém, queres ver o seu rosto de vez em quando, mas essa não é uma condição para o teu amor. Muitas vezes, as pessoas confundem possessão com amor, e dizem: “se realmente me amasses, telefonavas-me. Como – se a vida não pára? Penso em ti a todo o instante, e pensar em ti anima-me. Mas não estou propriamente ao telefone!”
Como gerir esse tipo de amor até o nivel romantico?
É difícil mas é possível. Quando amo alguém, gosto que ele esteja por perto; gosto que me leve a jantar fora; gosto de ver o pôr-do-sol com ele. Se não, amo-o e espero que ele esteja a ver o mesmo sol que eu, Amar alguém liberta, quem ama e aquele que é amado”

Maya Angelou