fbpx

Quanto mais “bates mais gosto de ti” Síndrome de Estocolmo

Basicamente, a síndrome de Estocolmo é um estado psicológico.

Quando uma pessoa está numa situação de risco, prolongada de intimidação. O Síndrome de Estocolmo é quando a vítima passa a gostar do seu agressor e tem um sentimento de amor ou amizade.

Este síndrome começa de forma inconsciente, sem a vítima perceber que já está sob os domínios do agressor. Isto não acontece só em situações de raptores e reféns.

Acontece também entre os escravos e “patrões”, sobreviventes dos campos de concentração.

Em relacionamentos amorosos destrutivos/abusivos, relações de trabalho extremas, em que geralmente ocorrem um assédio moral.

Contudo, em todos os casos há uma semelhança de poder e coerção, ameaça de morte ou danos físicos e/ou psicológicos estão presentes. Há uma violência psicológica muito forte em todos os casos. De um ponto de vista psicanalítico, pessoas que possam ter desenvolvido ao longo de experiências na infância com os seus familiares ou cuidadores, algum traço de caráter sádico ou masoquista implícito na sua personalidade, podem em certas circunstâncias de abuso desenvolver sentimentos de afeto e apego, dirigidos a agressores, sequestradores, ou qualquer perfil que se encaixe no quadro geral correspondente a síndrome de Estocolmo.”

Caso sintas que está numa situação destas, pede ajuda.