fbpx

Os Encontros

Não sei se acontece o mesmo contigo mas adoro OS ENCONTROS com pessoas que amo, são de facto mágicos. A ansiedade começa quando estou dentro do avião e as portas se abrem e só dá vontade de correr, tal como diz o Pedro Abrunhosa “correr para os braços da minha mãe”… 
Levo comigo uma mala carregada de saudades, saudades dos beijinhos, dos abracinhos, dos restaurantes Mãe, Pai, avó, tias, primas e dos cheiros. 
Não existe melhor cheiro do que a casa dos meus Pais… o Cheiro de Natal, a árvore de Natal, a pastelaria do senhor Jordão é quase que uma terapia contra as saudades. É lá que se encontram os vizinhos e surgem os “bons dias e as conversas que são um misto de saudades com afecto de alegria pelo reencontro.
E Como dizem os Xutos e muito bem “As saudades que eu já tinha Da minha alegre casinha, Tão modesta quanto eu”.
Viva aos encontros 🙂