fbpx

“Fazer duas coisas ao mesmo tempo é não fazer nenhuma das duas”

“Então, se fazer o mais importante é a coisa mais importante, porque é que se tenta fazer outra coisa ao mesmo tempo? 
No Verão de 2009, Clifford Nass quis responder a esta questão. A sua missão? 
Descobrir a qualidade do desempenho daqueles que fazem multitasking. Nass, professor da Universidade de Stamford, disse ao jornal New York Times que sempre tinha “admirado” aqueles que fazem multitasking porque ele se considerava péssimo  fazê-lo. Assim, ele e a sua equipa de investigadores distribuíram questionários a 262 alunos para determinar o quão frequentemente faziam multitasking. Dividiram-nos em dois grupos: aqueles que fazem multikasking muitas vezes e os que o realizavam menos vezes, e começaram com o pressuposto de que os que fazem multitasking muitas vezes e os que o realizavam menos vezes, e começaram com o pressuposto de que os fazem multitasking teriam um melhor desempenho. Estavam errados.
“Estava convencido de que tinham alguma habilidade secreta” disse Nass. “Mas descobri que os maiores multitaskers eram aspiradores de irrelevâncias. Eles eram superados em todas as medidas. Embora estivessem convencidos que eram muito bons, existia apenas um problema. Para citar Nass “os multitaskers eram “péssimos em tudo o que faziam”.
O multitasking é uma mentira.
É uma mentira porque quase todos  a aceitam como eficaz. Tornou-se tão comum que as pessoas realmente pensam que é algo que deviam fazer frequentemente, Não só ouvimos falar em fazê-lo como em tentar ser o melhor no multitasking. Mais de seis milhões de páginas na web oferecem respostas sobre como o fazer, e os sites de emprego apresentam-na como uma competência que os empregadores valorizam e que procuram como vantagem e ponto forte.
Alguns foram tão longe no orgulho da sua suposta competência que a adoptaram como um modo de vida. Mas na realidade é um modo de mentira, porque a verdade é que o multitasking não é eficiente nem eficaz. No mundo dos resultados, vai fazer com que falhe sempre.
Quando tentar fazer duas coisas de uma só vez, não pode ou não vai fazer nenhuma delas bem. Se considera que o multitasking é uma forma eficaz de fazer mais, está a andar para trás. É uma forma eficaZ para fazer menos coisas. 
Como Steve Uzzell disse: O multitasking é apenas a oportunidade de estragar mais de uma coisa de cada vez”.
Fonte: A única Coisa
Agenda a tua sessão: Define as tuas prioridades
Reserva aqui: https://www.eventbrite.pt/e/bilhetes-definicao-de-prioridades-sessao-online-coaching-gratuita-26669395881
Contactos: 
Email: coachflaviagouveia@gmail.com
Tlm: 962595029