fbpx

É possível ter saudades do que ainda não se viveu?

É possível ter saudades do que ainda não se viveu? Do que se quer, não se tem, mas se sabe de cor? Ter saudades daquilo que nos apetece. Ter saudades do beijo que nos fará calar e do abraço que nos fará descansar. Do colo que nos fará repousar. Do ombro que nos irá abrigar.
É possível ter saudades das certezas que temos na vida? Saudades do que sabemos havemos de ir ali buscar. Saudades daquilo que está guardado para nós ali mais à frente. Saudades daquilo que temos de aguardar até lá chegar.
Saudades do futuro. Eu tenho. E tuas.
– Rita Leston –