fbpx

Diz-me o que fazes com as saudades.

Conta-me: divides as saudades pelo teu dia ou sentes todas de uma vez? De dia ou de noite? Quando é que as saudades te entram mais pelo peito? Depois de um dia de trabalho, quando começas a relaxar? Ou logo pela manhã, antes do dia começar?
São saudades a conta-gotas, sempre presentes, ou irrompem-te de repente e batem no fundo da tua mente?
E quanto estás saudoso: sorris ou desanimas? Faz-te avançar com determinação ou sentar-te com irritação? Querer dar um murro na mesa e um abraço ou, ao invés, desistir pelo cansaço?
Diz-me, quando tens saudades minhas: que fazes tu?
De que te recordas tu? Que queres tu?
– Rita Leston –