fbpx

Descobre a Tua Zona de Génio, o teu propósito?!

Estude o passado em busca de padrões.
Pense em actividades que mais lhe agradavam enquanto criança. Poderá fazer esta reflexão sozinho, mas aproveite também a oportunidade para inquirir familiares e amigos de infância acerca dos seus interesses. Pergunte-lhes:
O que é que eu gostava de fazer em criança?
O que era mais importante para mim?
A minha personalidade tinha alguma característica peculiar que te chamasse a atenção, ou que me tornasse diferente do(s) meu(s) irmão(s) ou colegas de escola?
Dado que as actividades que apreciava aos 6 anos provavelmente eram diferentes das que o atraiam aos 16 anos, ainda que estivessem relacionadas, faça uma lista dos seus interesses lúdicos e criativos preferidos ao longo dos quatro grupos etários abaixo definidos, para uma análise mais apurada.
Interesses de Infância e Juventude:
3-8 anos
9-13 anos
14-18 anos
19-21 anos
Pergunte a si mesmo: 
Em que sou incrivelmente bom? 
Quando me sinto mais “em alta”? 
Que talentos inatos refinei e transformei em pontos fortes ao longo do tempo?
Nas minhas sessões de coaching costumo referir que as nossas actividades profissionais recaem sobre quatro zonas:
Zona de Incompetência: engloba todas as actividades em que não somos bons. Outras pessoas podem fazê-las muito melhor do que nós.
Zona de competência: somos competentes nestas actividades, mas outras pessoas podem fazê-las tão bem quanto nós.
Zona de excelência: trata-se de actividades que executamos extremamente bem e com as quais conseguimos ganhar um bom rendimento. Hendricks diz que esta zona pode ser uma “armadinha sedutora e até perigosa”, já que muitas vezes nos impede de “dar o salto para a nossa zona de génio”.
Zona de génio: somos singularmente indicados para estas actividades, que recorrem aos nossos talentos e pontos fortes especiais. “Libertar e expressar o génio natural é o derradeiro caminho para o sucesso e para a satisfação com a vida. 
Chama-nos com uma intensidade cada vez maior ao longo do tempo”.

Como se sabe que está a trabalhar na zona de génio? 
Como é que a encontramos? 
Laura Garnett, estratega de desempenho máximo, concentra-se em dois factores chave para descobrir a zona de génio de uma pessoa: talentos inatos e propósito.
O talento, como Laura o define, é a forma única como se resolvem problemas. Identificando os tipos de desafios que nos atraem e como os atacamos, podemos voltar-nos para áreas que nos darão maior realização e impacto no nosso trabalho.
O propósito, o segundo ingrediente diz respeito à motivação por detrás daquilo que fazemos. Que impacto pretendemos que o trabalho que desempenhamos tenha, e sobre quem? O propósito é a nossa declaração de missão pessoal. É mais profundo do que a visão de um ano, ligando todo o nosso trabalho a um tema subjacente. 
O propósito de algumas pessoas é, por exemplo, construir família; o de outras é proporcionar experiências maravilhosas organizando eventos. 
Para explorarmos o nosso propósito pense num desafio crucial que tenha enfrentado na vida. Que dificuldade superou, seja durante um curto período de tempo ou como tema recorrente ao longo da sua vida? Como poderia partilhar o que aprendeu para ajudar outras pessoas nessa área?

Responda a estas perguntas e partilhe comigo:
Email: coachflaviagouveia@gmail.com
Telemóvel: 962595029
Skype: flaviao.gouveia