fbpx

Como a autoestima feminina influencia a sua sensualidade

Sentir-se bonita e sensual no meio da correria do dia a dia é um desafio na vida de muitas mulheres. Afinal, conseguir conciliar trabalho, relacionamento, vida social, sem deixar de lado a sensualidade e a sexualidade.

Cuidar de si é fundamental, não só para fortalecer o amor próprio.

Hoje fui abordada por uma mulher numa sessão sobre qual era a minha opinião sobre a sensualidade

A minha opinião é que mulheres sofrem, diariamente, uma pressão gigante em relação ao corpo.

E, quando se fala em relação sexual, a exposição, a entrega e a autoconfiança são colocadas em xeque — podendo diminuir a autoestima da mulher e, consequentemente, sua sensualidade natural.

Por outro lado, com uma imagem fortalecida de si, é possível sentir-se mais sensual e não ter medo de se expor quem realmente é. Conheço mulheres com muita dificuldade em usar uma roupa mais curta ou mais justa por medo do que os outros vão pensar, ou melhor ás vezes comentários pouco agradáveis disfarçados de “elogios”

É importante perceber em si o que faz sentir-se sensual, são os saltos altos? Vestidos? Determinado tipo/estilo de roupa.

Sabemos que a sensualidade vem de dentro para fora por isso o processo inicial é ver quais são os aspetos de si que afetam a sua auto estima. Depois perceber o que faz se sentir sensual, todas nós temos formas diferentes de sentir por isso comece a perceber qual é o gatilho que desta esse lado mais “sexy”, dançar, roupa, música, perfume, lingerie.

O conceito de empoderamento feminino aborda muito a questão na nossa confiança como tal, deixo aqui o desafio não tenha “medo” de exprimir o seu lado mais sensual 🙂

Bom trabalho