fbpx

Após a dor de uma perda como voltar ao “normal”

Como superar a dor de uma perda?

Através da superação e aceitação do fato ocorrido, não há outro caminho. Mas, superar não é esquecer. Significa aceitar e continuar a viver. A superação só se dá a partir de um longo processo e ela não significa esquecer, fingir que não aconteceu ou ainda não sentir dor quando lembrar.

O trabalho de luto, o tempo que as pessoas levam para lidar com a ausência do ente falecido, gira em torno de um a dois, três  anos.

Pela minha experiência uma boa maneira de reestabelecer a rotina é trabalhando. Porque o trabalho ajuda a dar um signicado e propósito a vida. Mas, cuidado para não se enganar! Há pessoas que se entregam de uma forma tão profunda ao trabalho, que na verdade ela acaba por adiar e não viver o tempo do luto, tão necessário para superá-lo. O trabalho deve entrar nesse contexto como uma tarefa que auxilia a pessoa a continuar a rotina da sua vida, não como uma forma de enganar a dor e adiar o luto. Cada um demonstra a dor do seu jeito.

Retomar a sua vida não significa, necessariamente, que a pessoa já tenha superado, mas sim que ela continua a viver. O trabalho, bem dosado é uma forma de continuar a viver e consequentemente superar o período mais duro do luto.

É importante retomar aos hábitos que fomentam alegria e bem estar.